Nome original do viés: Centripetal Bias

Tradutor: Carolina Oliveira Cruz Latorraca

Primeiro revisor: Rafael Leite Pacheco

Segundo revisor: Rachel Riera

LEGENDA TRADUZIDA

As reputações que certos profissionais da saúde e instituições têm e que atraem indivíduos com determinadas doenças ou exposições.

TEXTO TRADUZIDO

 

Introdução

O viés centrípeto, como definido em 1979 por Sackett, indica que o número de casos registrados em diferentes instituições pode ser enviesado, porque pacientes podem procurar por profissionais de saúde ou instituições com boa reputação na área. Isso pode superestimar os números relatados e impactar a estimativa da prevalência. Além disso, a população investigada pode não refletir as características da população geral (ver viés de espectro).

Exemplos

Sackett utiliza o exemplo: “a impressionante taxa de aneurismas de fossa posterior cerebral relatada pela University of Western Ontario.” (Sackett 1979)

 

Impacto

O impacto do viés centrípeto ainda não foi formalmente avaliado. Em estudos de prognóstico, se um centro específico recebe mais casos graves (devido a sua boa reputação em tratar essa condição), isso pode afetar os resultados do estudo. Fatores econômicos podem também influenciar esses efeitos se pacientes mais ricos podem acessar esses centros, mas pacientes mais pobres não (ver viés de seleção).

Passos para prevenção

As pesquisas devem utilizar técnicas de cálculo de amostra que objetivam distribuir diferenças conhecidas e não conhecidas dos fatores que afetam a condição de interesse.

Link para o original: https://catalogofbias.org/biases/centripetal-bias/

 

Deve ser citado como:  Catalogue of Bias Collaboration. Carl Heneghan. Centripetal bias. In: Catalogue Of Bias 2019. https://catalogofbias.org/biases/centripetal-bias/

 

Fontes

Sackett DL. Bias in analytic research. J Chron Dis 1979; 32: 51-63

Delgado-Rodríguez M, Llorca J Bias. Journal of Epidemiology & Community Health 2004;58:635-641.